quarta-feira, 4 de agosto de 2010

MAIS UMA VITIMA DO MALDITO

Morreu o pai de Nuno Gomes
Joaquim Ribeiro sofria de cancro desde 2006, mas tinha piorado nos últimos dias. Capitão do Benfica foi dispensado pelo clube no domingo para acompanhar, de perto, o estado de saúde do pai.
Um mês depois de ter sido pai pela segunda vez, Nuno Gomes chora a morte do pai ocorrida ao início da tarde de ontem, terça-feira, no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa.

Mais uma vitima da maldita doença, que deveria ir para o quinto dos infernos, bicho maldito!!!!!

Muita força Nuno, Tiago e restante familia...

12 comentários:

  1. Pois é Maguie,
    Às vezes penso,na quantidade de medicação diferente que existe actualmente,o que a medicina evoluiu para combater o «bicho» e ele vence tantas vezes...

    Mas,temos que olhar para aqueles casos de sucesso(alguns que não tinham muitas esperanças),para desses tirarmos forças para continuar a luta...

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  2. é isso mesmo Sónia....

    beijinhos
    ..

    ResponderEliminar
  3. Para todas que aqui escrevem e padecem de cancer. Minhas queridas, voces estao a dar um exemplo enorme, sao a primeira e muito forte barreira contra esse maldito.Mais uma vez a Mulher levanta-se em armas para lutar, para nos mostrar a nos homens como somos pequenos em relaçao ao magnifico exemplo que as Mulheres nos dao. Generosas e lutadoras incansaveis, abrigo da vida, so vos digo que o Mundo e belo porque voces existem, a Terra seria um deserto sem sentido sem a Mulher, o Paraiso nao seria mais Paraiso sem a beleza que a Mulher transmite. Foi de um sorriso vosso que nasceram as flores, por isso Queridas daqui vos presto a minha humilde mas sincera homenagem, e associo-me a dor que a vossa doença origina, mas acreditem, um dia venceremos o cancro, mas os louros da vitoria irao inteirinhos para voces, porque lutaram bravamente, sacrificaram-se incondicionalmente. Lutei com a minha mulher durante 12 anos contra esse maldito, e perdemos, por isso vos peço, vençam por mim e por ela, nao desistam nunca. Obrigado a todas por existitem...e serem mulheres.

    ResponderEliminar

Sempre que possível, seja clara (o). Mas que sua clareza não seja o motivo para ferir o outros.
Obrigado pelo comentario