sábado, 3 de janeiro de 2009

MÃOS ATADAS!!


Ouço o vento lá fora a zoar.
Triste, furioso, revoltado.
Dou comigo a pensar:
Porque estou eu neste estado?

Mãos atadas…sabor amargo…
Vontade de dizer chega, parou!
Cobardia minha…orgulho vago
Avivam a luta que mal começou.

Tenho fé, acredito em mim,
Sei que irei ganhar esta batalha.
Busco a paz, o amor sem fim
Minha vitória já está na calha.

Sinto pena, frustração…
Quero poder ir mais além.
Mas, nestas coisas tristes
Não sou mais que simples refém…

Acalmo meu pensamento,
Procuro sentir a paz no ar.
Desejo tréguas ao vento.
Para podermos ambos respirar!
( algures na net)

..

2 comentários:

  1. "Minha vitória já está na calha"

    Não tenho duvidas nenhumas, acredita

    ResponderEliminar

Sempre que possível, seja clara (o). Mas que sua clareza não seja o motivo para ferir o outros.
Obrigado pelo comentario